Maximizando o potencial e a igualdade entre os alunos com o ensino híbrido

Recapitulação do Webinar

ensino híbrido

A visão do ensino híbrido

Alexander Draaijer, Gerente Geral da Splashtop EMEA, lembra que até 2020, as instituições acadêmicas eram fortemente baseadas em interações e métodos de aprendizagem tradicionais e presenciais, assim como o mundo corporativo. Apenas aproximadamente 30% das empresas que prestam suporte e atendimento ao cliente permitiam qualquer tipo de modelo de trabalho em casa.

Quando a COVID-19 atingiu os setores educacional e corporativo, ambos os setores tiveram que abraçar a transformação digital e implementar novas formas de trabalho ou ensino em casa. Como muitos de nós leem, o setor acadêmico teve mais dificuldade em se ajustar a essa realidade e se viu menos preparado do que muitas organizações corporativas.

De acordo com um relatório da UNESCO, 1,3 bilhão de estudantes do mundo inteiro não puderam frequentar escolas ou cursos universitários após março de 2020. Esses infelizes eventos desafiaram as instituições educacionais a enfrentar e implementar soluções de trabalho híbridas para garantir que os alunos pudessem continuar estudando.

“Em novembro de 2020, os modelos híbridos de aprendizagem e trabalho foram aceitos como “normais”. A mudança do trabalho e da aprendizagem ocorreu em apenas alguns meses e chegou para ficar”, disse Alexander.

De acordo com uma pesquisa da Gartner, até novembro de 2020,90% das corporações permitiram algum modelo de trabalho em casa. Alexander explicou ainda que a nova norma para instituições educacionais também era mudar completamente para um modelo híbrido, no qual a aprendizagem presencial é combinada com soluções remotas.

Como as instituições acadêmicas podem aplicar um ambiente de ensino híbrido que permita a maximização do potencial dos seus alunos, economizando custos e alcançando a igualdade educacional?

A questão de como o ensino superior pode aproveitar o ensino híbrido surgiu algumas vezes durante esse webinar. Embora as escolas possam implementar uma VPN (Rede Privada Virtual), as soluções VPN podem ser caras e o seu desempenho pode ser prejudicado pela latência no streaming. Uma maneira mais eficiente e econômica é aproveitar a infraestrutura atual da instituição com uma solução de acesso remoto de alto desempenho para oferecer a melhor experiência aos alunos. Você está procurando uma solução de ensino híbrido?

O uso de uma solução de acesso remoto como a Splashtop permite que as instituições continuem ensinando remotamente e garantam o acesso remoto agendado a softwares especializados e aplicativos criativos para os alunos. Essa nova maneira é uma abordagem superior, centrada no aluno e que atende às diversas necessidades dos alunos, ao mesmo tempo em que fornece uma continuidade de ensino no mundo acadêmico.

Um ambiente de ensino híbrido também cria mais oportunidades, pois as instituições educacionais podem aproveitar o aumento das horas de atividade da sua infraestrutura atual com acesso 24 horas por dia, 7 dias por semana. Essa nova maneira de aprender gera um ROI mais alto e reduz os custos da infraestrutura que já foi comprada.

Outro tópico em alta no mundo acadêmico é a igualdade e equidade educacional. Isso implica que todos os alunos tenham as mesmas oportunidades, não importa o contexto. Alguns começaram a incluir acesso a software, computadores e laboratórios de informática como parte dessa definição de “acesso igualitário para todos”.

Alexander também destacou durante o webinar que, juntamente com a capacidade de fornecer acesso remoto agendado de alto desempenho aos computadores do campus a qualquer dispositivo pessoal, as instituições educacionais podem finalmente alcançar a igualdade a partir de uma perspectiva tecnológica, permitindo que os alunos acessem os principais recursos da instituição no momento em que seja mais conveniente para eles.

O futuro do ensino — o ponto de vista dos alunos

“Com base em uma pesquisa recente feita com mais de 500 alunos, após a pandemia, 92% dos alunos esperam ter acesso 24/7 aos computadores do campus para continuar aprendendo”, disse Alexander.

De acordo com a pesquisa, 85% deles observou que eles seriam mais eficientes se tivessem acesso a um computador do campus em casa ou em qualquer outro lugar e 83% disse que uma mistura do ensino online com o presencial é o futuro para os alunos.

Além disso, 72% usa software especializado durante sua graduação/curso e 56% deles preferem fazer mais do que 50% das aulas online após a COVID.

Um aluno observou: “Espero que haja mais transmissões ao vivo. As palestras podem ser 100% transmitidas. Os seminários podem ser uma mistura de online e offline. As oficinas devem estar disponíveis offline com uma preparação online. As provas devem ser principalmente offline.”

Um dos aprendizados mais importantes dessa pesquisa realizada com os estudantes é que o ensino híbrido é o futuro. “As universidades precisam fornecer acesso aos materiais de aprendizagem a qualquer hora e em qualquer lugar”

equidade do ensino híbrido

O Ensino Híbrido é o futuro, mas alguns problemas comuns persistem

1) Pontos problemáticos comuns no ensino híbrido

Algumas universidades já possuem um modelo híbrido, “mas esperam que o futuro leve alguns elementos do mundo online quando necessário, mas também outros elementos presenciais, pois ainda há ajustes a serem feitos”, disse um dos participantes.

O maior desafio é como garantir que todos os alunos tenham um bom acesso à internet. Como alternativa, eles precisam possuir o seu próprio dispositivo para usar. Além disso, às vezes eles precisam melhorar suas interações durante sessões remotas. Devido a um orçamento apertado no setor educacional - especialmente no caso de universidades menores - o apoio do governo pode ser necessário em alguns casos. Muitas instituições educacionais precisam encontrar uma solução de ensino híbrido econômica que possa ajudá-las a reduzir suas despesas.

James R., da Universidade de Londres, compartilhou uma visão muito interessante sobre a sua nova metodologia pedagógica e técnicas de ensino ao vivo para estudantes presentes tanto no campus quanto online. Ele chama isso de Atividades de Aprendizagem Síncronas Inclusivas (ISLA), nas quais a equipe acadêmica apresenta simultaneamente à sua turma presencial e online usando o Zoom. Uma câmera transmite a aula para os alunos online e os microfones captam todo o discurso para os alunos remotos. Isso é conhecido como ensino de entrega híbrida ou dupla.

Você pode ler mais sobre a solução de Ensino Híbrido da Splashtop aqui.

2) Ensino híbrido e maximização do potencial dos alunos

De acordo com a ótima conversa entre os participantes, como muitos possuem um orçamento apertado, eles precisam aproveitar soluções de acesso remoto, nas quais os alunos podem usar seus próprios dispositivos — até mesmo dispositivos antigos —.

Todos os participantes concordaram que o ensino híbrido é o futuro para maximizar o potencial dos alunos. No entanto, uma preocupação permanece; o tempo necessário para as universidades criarem cursos online e garantir que todos os materiais de aprendizagem estejam disponíveis para os alunos.

3) Tecnologia para acelerar o futuro do ensino

James R. da Universidade de Londres — disse durante o evento: “O ensino híbrido requer uma grande mudança na forma de se envolver com os alunos online, especialmente se os alunos não puderem voltar ao campus. Não apenas na tecnologia, mas também na comunicação com os alunos e em como melhorar a interação com os alunos em casa.”

Luke D., da Universidade de Teesside, explicou que “A cultura de trabalho na EMEA precisa começar a olhar além da cultura de ensino 9-5. A tecnologia não é um problema...”. Ele destacou que a pandemia está mudando nossa maneira de trabalhar, estamos alcançando a igualdade e equidade com a tecnologia educacional.

“Nós temos a tecnologia para fazer isso, mas precisamos pensar fora da caixa, é necessário pensar nas ferramentas de ensino híbrido e na mudança cultural”, disseram todos os participantes do webinar. Durante o webinar, Natalia Rodrigues Milanesi, engenheira de áudio da Abbey Road Institute London, demonstrou ao vivo como eles usam a Splashtop na produção musical e como eles podem garantir aos alunos o acesso ao software de edição e mixagem de áudio 24 horas por dia. Assista à gravação do evento aqui para conferir a experiência completa.

Resumindo

A mudança do ensino online ocorrida no ano passado foi uma resposta tática. No entanto, estamos vendo a necessidade de criar mais cursos online. O futuro do ensino é híbrido, mas muitos notaram a necessidade de pensar fora da caixa e descobrir soluções inovadoras e ferramentas de aprendizado híbridas.

A Splashtop suportou mais de 200 instituições educacionais implementando um ambiente de ensino híbrido. Se você quiser saber mais sobre como aumentar o potencial dos alunos e alcançar a igualdade com o ensino híbrido, assista à gravação do evento aqui ou entre em contato com um dos nossos especialistas em educação.


Artigos Relacionados

O futuro da aprendizagem no ensino superior — O que os alunos querem

5 Maneiras de Melhorar Programas Educacionais com Acesso Remoto

Pesquisa Splashtop sobre aprendizagem remota durante a COVID-19

Banner de avaliação gratuita no final desta página