Pular para o conteúdo principal
+1.408.886.7177Teste gratuito
A cybercriminal in Germany in front of binary code and network connections.
Segurança

Cibercrime na Alemanha: As 5 principais ameaças que tens de estar ciente

10 minutos de leitura

Inscreva-se

NewsletterFeed RSS

Compartilhar isso

Nos últimos anos, vimos um aumento significativo do cibercrime em todo o mundo, e a Alemanha não é excepção. O cibercrime envolve atividades criminosas que visam ou utilizam computadores, dispositivos de rede e a internet. Estas atividades podem perturbar a vida dos indivíduos e as operações das empresas, levando a perdas financeiras e pessoais. 

À medida que dependemos mais das tecnologias digitais, a necessidade de uma cibersegurança forte — medidas de proteção contra ameaças cibernéticas — torna-se mais crítica. Isto é particularmente verdade para as ferramentas que nos permitem aceder e gerir computadores remotamente, como as oferecidas pelo Splashtop. Estas ferramentas ajudam-nos a trabalhar e gerir tarefas a partir de qualquer lugar, mas sem a devida segurança, também podem expôr-nos a riscos como acesso não autorizado ou roubo de dados. 

É por isso que compreender e implementar a cibersegurança não é apenas para especialistas em tecnologia; é importante para todos. Nesta postagem do blog, vamos abordar as cinco principais ameaças cibernéticas na Alemanha que deverias conhecer para te ajudar a proteger a ti e aos teus dados no mundo digital.  

Ameaça #1: Ransomware 

Ransomware é um tipo de software malicioso (malware) que bloqueia o acesso a um sistema de computador ou encripta os ficheiros nele, exigindo que a vítima pague um resgate para recuperar o acesso. Pode atingir qualquer pessoa, desde utilizadores individuais em casa a grandes corporações, causando não só danos financeiros mas também perturbações significativas nas operações diárias.

Na Alemanha, o ransomware tornou-se uma preocupação premente. Por exemplo, num incidente notável, um grande hospital universitário em Düsseldorf foi atingido por um ataque de ransomware, que levou a graves perturbações no atendimento ao paciente e destacou o potencial perigoso destes ataques a infraestruturas críticas.

Para proteger a ti e a tua organização contra ransomware, considere as seguintes dicas: 

  • Backups regulares: Mantenha backups regulares de todos os dados importantes e certifique-se de que esses backups são armazenados separadamente dos teus sistemas principais. Deste modo, se os teus dados forem mantidos reféns, podes restaurá-los a partir de uma cópia de segurança sem ter de pagar o resgate. 

  • Atualizar e corrigir sistemas: Certifique-se de que todos os teus softwares e sistemas operativos estão atualizados com as últimas correções de segurança. Muitos ataques de ransomware exploram vulnerabilidades em software desatualizado. 

  • Educar e treinar funcionários: Certifique-se de que todos na tua organização saibam como reconhecer e-mails ou links suspeitos, que são métodos comuns para espalhar ransomware. 

  • Use ferramentas de segurança respeitáveis: Instale e mantenha software antivírus e firewalls confiáveis para detectar e prevenir infecções por malware. 

  • Plano de resposta a incidentes: Tenha um plano claro de como responder se estires infectado com ransomware, incluindo como isolar os sistemas infectados da rede para evitar a propagação de malware.

Ao compreender o que é ransomware e tomar medidas proativas para se proteger contra ele, podes reduzir significativamente o risco e o impacto destes ataques perigosos.

Ameaça #2: Fromas de phishing

O phishing é uma técnica enganosa usada por cibercriminosos para induzir indivíduos a fornecerem informações confidenciais, como palavras-passe, números de cartão de crédito ou outros detalhes pessoais. Fazem-no disfarçando-se de entidades fidedignas através de e-mails, mensagens de texto ou mensagens nas redes sociais.

As táticas de phishing podem variar mas envolvem frequentemente e-mails que parecem vir de organizações ou contactos conhecidos. Por exemplo, podes receber um e-mail que parece ser do teu banco, pedindo-te para clicar num link para atualizar a tua palavra-passe. No entanto, o link leva a um site falso concebido para roubar as tuas credenciais. Para proteger-te de golpes de phishing, siga estas medidas preventivas:

  • Verifique a fonte: Verifique sempre o endereço de e-mail do remetente para quaisquer anomalias, mesmo que a mensagem pareça vir de um contacto ou organização conhecida.

  • Pense antes de clicar: Seja cauteloso ao clicar em links ou baixar anexos de e-mails desconhecidos ou inesperados.

  • Utilizar software de segurança: Empregue um software de segurança abrangente que inclua capacidades de análise de correio electrónico e detecção de phishing.

  • Mantenha-se informado sobre as técnicas de phishing: Mantenha-se atualizado sobre as táticas de phishing mais recentes, à medida que evoluem continuamente. Muitos sites e serviços de segurança fornecem atualizações e alertas.

  • Eduque a tua equipa: Se fizes parte de uma organização, assegure-se de que todos os membros são instruídos sobre como reconhecer tentativas de phishing. Sessões de treino regulares podem ser muito úteis.

Ameaça #3: Violações de Dados 

Uma violação de dados ocorre quando dados sensíveis, protegidos ou confidenciais são acedidos, divulgados ou roubados sem autorização. Isto pode incluir informações pessoais tais como nomes, endereços, números da Segurança Social e registos financeiros, bem como segredos comerciais e propriedade intelectual.

O impacto das violações de dados nas empresas pode ser grave, variando de perdas financeiras devido a multas e custos legais, a danos reputacionais a longo prazo. Os consumidores afetados por violações de dados correm o risco de roubo de identidade e fraude financeira, muitas vezes sofrendo de problemas de crédito e privacidade a longo prazo. 

Na Alemanha, violações significativas de dados foram manchetes, afetando tanto o setor público como as empresas privadas. Por exemplo, uma grande empresa de software alemã sofreu uma violação que expôs os detalhes pessoais de milhões de utilizadores. Tais incidentes destacam a vulnerabilidade mesmo dos sistemas mais sofisticados a falhas de segurança. Para proteger contra violações de dados, considere as seguintes práticas recomendadas: 

  • Use palavras-passe fortes e únicas: Certifique-se de que todas as contas têm palavras-passe fortes e únicas. Considere usar um gestor de palavras-passe para as acompanhar. 

  • Implementar autenticação multifator (MFA): O MFA adiciona uma camada adicional de segurança ao exigir que os utilizadores forneçam dois ou mais fatores de verificação para obter acesso a um recurso, reduzindo a probabilidade de acesso não autorizado. 

  • Atualizar e corrigir sistemas regularmente: Mantenha todos os sistemas e software atualizados com os patches e atualizações de segurança mais recentes. Muitas violações exploram vulnerabilidades no software que poderiam ter sido correctadas. 

  • Criptografar dados confidenciais: Use a encriptação para proteger os dados em trânsito e em repouso, tornando mais difícil para utilizadores não autorizados aceder a informações legíveis. 

  • Educar os funcionários: A formação regular sobre as melhores práticas de segurança e o reconhecimento de tentativas de phishing podem reduzir o risco de violações causadas por erro humano. 

  • Desenvolva um plano de resposta a incidentes: Prepare um plano detalhado sobre como responder a violações de dados, incluindo como identificar a violação, conter os danos e notificar indivíduos e autoridades afetados. 

Ameaça #4: Ameaças internas 

Ao contrário de outras ameaças cibernéticas que muitas vezes vêm de fora de uma organização, as ameaças internas são originárias de dentro — normalmente por funcionários, ex-funcionários, contratados ou parceiros de negócios que têm acesso a informações e sistemas confidenciais. Estas ameaças podem ser maliciosas, como um funcionário que rouba deliberadamente dados confidenciais, ou não intencionais, como um funcionário que acidentalmente vaza informações online ou para pessoas não autorizadas. 

As ameaças internas são particularmente desafiadoras porque vêm de pessoas que legitimamente têm acesso aos dados da tua empresa. Estas ameaças podem assumir várias formas, desde sabotagem e roubo de dados até simplesmente manuseamento incorreto ou mau uso de dados sem intenção maliciosa. 

Com o aumento do trabalho remoto, proteger os ambientes de trabalho contra ameaças internas tornou-se um desafio único. O trabalho remoto pode desfocar os limites tradicionais de segurança de um ambiente de escritório, tornando mais difícil monitorizar e controlar o acesso a informações confidenciais. No entanto, também oferece a oportunidade de implementar medidas de segurança robustas adaptadas ao cenário digital: 

  • Soluções de acesso remoto seguro: Utiliza ferramentas de acesso remoto seguro como o Splashtop, que oferece funcionalidades como a gravação de sessões e a autenticação multi-fator. Estas ferramentas garantem que o acesso a dados confidenciais é seguro e rastreável. 

  • Auditorias e Monitorização Regulares: Implemente auditorias regulares dos teus sistemas e atividades do utilizador. Verificações regulares podem ajudar-te a detectar padrões de acesso incomuns ou tentativas não autorizadas de acesso a dados, o que pode indicar uma ameaça interna. As ferramentas que registam e monitorizam as atividades do utilizador podem fornecer um registo de auditoria que pode ser inestimável na investigação e resposta a incidentes. 

  • Princípio do Menor Privilégio (PolP): Aplique o princípio do menor privilégio garantindo que os funcionários tenham apenas o acesso de que precisam para desempenhar as suas funções de trabalho. Isto minimiza o risco de as informações serem partilhadas acidentalmente ou maliciosamente. 

  • Formação contínua e sensibilização: Eduque os teus funcionários sobre os riscos das ameaças internas e a importância de seguir as políticas da empresa relacionadas com a segurança dos dados. A formação deve enfatizar as responsabilidades de cada funcionário na proteção dos ativos da organização, especialmente num ambiente remoto. 

  • Estratégia de resposta a incidentes: Desenvolva uma estratégia clara de resposta a incidentes que inclua planos de comunicação e funções no caso de uma suspeita de ameaça interna. Uma ação rápida e eficaz pode mitigar os danos causados por tais ameaças. 

Ameaça #5: Ameaças Persistentes Avançadas (APTs) 

As Ameaças Persistentes Avançadas (APTs) representam uma forma complexa de ataque cibernético executado por grupos altamente qualificados e muitas vezes patrocinados pelo Estado com o objetivo de roubar informações ou vigiar alvos durante longos períodos. Ao contrário de outras ameaças cibernéticas que procuram ganhos financeiros rápidos, os APTs concentram-se na infiltração de longo prazo, permanecendo sem ser detectados dentro de uma rede para recolher continuamente informações valiosas. 

Os APTs são meticulosamente planeados e executados, visando organizações específicas por razões estratégicas, como espionagem ou ganho político. Na Alemanha, vários APTs notáveis foram documentados: 

  • Campanha Ghostwriter: Esta campanha envolveu desinformação e roubo de credenciais visando entidades alemãs, que se acredita serem parte de um esforço para influenciar sentimentos políticos e percepções públicas. 

  • Grupo Winnti: Conhecido pelos seus ataques principalmente contra a indústria do jogo, este grupo também tem como alvo empresas de tecnologia alemãs, visando o roubo de propriedade intelectual. 

Para se defenderem dos APTs, as organizações precisam implementar medidas de segurança em várias camadas que vão além das proteções convencionais. Aqui estão algumas estratégias a considerar: 

  • Segmentação de redes: Divida a tua rede em segmentos para limitar a capacidade de um invasor mover-se lateralmente dentro dos teus sistemas se ele tiver acesso a um segmento. 

  • Sistemas Avançados de Detecção de Ameaças: Utilize soluções que empregam machine learning e análise comportamental para detectar padrões de comportamento incomuns no tráfego de rede e operações de endpoint, que são indicativos de atividades de APT. 

  • Avaliações regulares de segurança: Realizar auditorias de segurança regulares e testes de penetração para identificar e corrigir vulnerabilidades que possam ser exploradas por invasores. 

  • Monitorização e registo abrangentes: Mantenha registos detalhados da atividade da rede e monitorize regularmente estes registos para sinais de atividade suspeita. Isto pode ser crucial para rastrear os passos de um atacante e entender os seus pontos de entrada. 

  • Capacidade de Resposta a Incidentes e Forense: Desenvolva um plano robusto de resposta a incidentes que inclua capacidades forenses para investigar qualquer violação ou intrusão, recolher provas e compreender as táticas, técnicas e procedimentos (TTPs) utilizados pelos atacantes. 

  • Formação e sensibilização dos funcionários: Treine regularmente os funcionários sobre as mais recentes ameaças cibernéticas e técnicas de phishing, uma vez que o erro humano pode muitas vezes fornecer aos APTs o seu ponto de entrada inicial. 

Como o Splashtop atenua os riscos de segurança cibernética  

O Splashtop está equipado de forma única para lidar com as ameaças cibernéticas em evolução destacadas neste blogue, tornando-o uma solução ideal para melhorar a sua segurança cibernética enquanto implementa tecnologias de acesso remoto e suporte remoto sem falhas no seu ambiente de trabalho remoto.     

Aqui estão algumas maneiras pelas quais o Splashtop protege as organizações contra as ameaças listadas acima:    

Proteção contra Ransomware e Fromas de Phishing:

  • Autenticação Multi-Fator (MFA): Splashtop incorpora MFA, adicionando uma camada essencial de segurança que ajuda a prevenir o acesso não autorizado, crucial para proteger contra phishing e roubo de credenciais.   

  • Autenticação de dispositivos: Os dispositivos têm de ser autenticados antes de poderem aceder ao Splashtop, garantindo que apenas os dispositivos aprovados podem ligar-se à tua rede, reduzindo o risco de propagação de ransomware através de dispositivos não autorizados.   

Proteção contra violações de dados:

  • Encriptação da Sessão: Splashtop assegura que todas as sessões remotas são encriptadas usando TLS e 256-bit AES, protegendo os dados em trânsito contra interceção ou roubo.   

  • Definições de Permissão Granular: Os utilizadores só têm acesso aos sistemas e dados específicos de que precisam para as suas funções, minimizando o impacto potencial de uma violação de dados.   

Mitigação de Ameaças Internas: 

  • Gravação de sessão: Esta funcionalidade registra todas as sessões de acesso remoto, fornecendo um registo de auditoria que pode ser inestimável para a detecção e investigação de ameaças internas.

  • Registros de atividades: O registo abrangente das atividades do utilizador ajuda as organizações a monitorizar e analisar as ações tomadas durante sessões remotas, o que é fundamental para detectar comportamentos potencialmente maliciosos precocemente.

  Defesa Contra Ameaças Persistentes Avançadas (APTs):

  • Atualizações regulares de segurança: A Splashtop actualiza regularmente a sua plataforma para resolver novas vulnerabilidades e melhorar as funcionalidades de segurança, ajudando a proteger contra ciberataques sofisticados como os APT.

  • Endpoint Protection: A integração com plataformas de proteção de terminais aumenta a segurança ao garantir que todos os dispositivos de ligação cumprem os padrões de segurança da organização.

Experimenta Splashtop gratuitamente 

Neste post, examinamos as principais ameaças cibernéticas na Alemanha, incluindo ransomware, phishing, violações de dados, ameaças internas e ameaças persistentes avançadas. Abordar estes desafios requer uma abordagem proativa da cibersegurança. 

É crucial abraçar soluções de segurança abrangentes que acompanhem o ritmo das ameaças em evolução. O conjunto de ferramentas da Splashtop oferece uma proteção robusta através de um acesso remoto seguro e de controlos de acesso rigorosos. 

Mantenha-se informado e proteja o teu ambiente digital. Sabe mais sobre os produtos Splashtop, as funcionalidades de segurança e inscreve-te para uma avaliação gratuita! 

Splashtop's SEO Manager Verena Cooper.
Verena Cooper
Verena é um International SEO Manager na Splashtop. Com grande interesse em tecnologia e segurança cibernética, ela é uma usuária ávida da solução de acesso remoto da Splashtop.
Teste gratuito

Conteúdo Relacionado

Suporte de TI e Help Desk

Aumente a produtividade de TI com " Paste Clipboard como teclas pressionadas "

Saiba mais
MSP

O que é um MSP? Explorar Provedores de Serviços Geridos

Suporte de TI e Help Desk

O que é o suporte técnico?

Insights de acesso remoto

Como reiniciar um desktop remoto

Ver Todos os Artigos de Blog
Receba as últimas notícias da Splashtop
AICPA SOC icon
  • Conformidade
  • POLÍTICA DE PRIVACIDADE
  • Termos de Uso
Copyright ©2024 Splashtop Inc. Todos os direitos reservados. Todos os preços de $ mostrados em USD. Todos os preços apresentados excluem quaisquer impostos aplicáveis.